domingo, 28 de fevereiro de 2010

Ponto Retrô - A História de Pica-Pau


Agora, mais uma novidade no Ponto Três.

Estréia aqui o Ponto Retrô, um espaço dedicado a produções do passado e que marcaram ou ainda marcam história por aí.

Hoje iremos falar de um personagem clássico de desenho animado que, ao meu ver, é o mais maluco de que se tem notícia.

Criado em 1940 por Walter Lantz, o Pica-Pau (Woody Woodpecker) surgiu como figurante em um episódio do desenho Andy Panda (na época exibido em curta metragens), de nome "Knock Knock”. O roteiro fora escrito por Ben Hardaway, que também co-dirigiu o primeiro desenho do Pernalonga. O episodio desagradou a Universal que por muito pouco não o proibiu de ser executado, porém ele acabou sendo um grande sucesso.

E em 1941, nasce o primeiro desenho Woody Woodpecker, com a sua gargalhada inconfundível, criada incialmente pelo ator Mel Blanc. Segundo o site Infantv o episódio de estréia foi o clássico onde os animais da floresta dizem para Pica-Pau que ele estava louco e que precisava procurar um médico.

Sua estréia na tv ocorreu em 03 de outubro de 1957, na emissora americana ABC, sob o titulo de “The Woody Woodpecker Show”, se consagrando como um grande sucesso de Walter Lantz. Outros personagens surgem especialmente para o desenho, como Leôncio, Meany Ranheta, Zé Jacaré, entre vários. A partir de 1970, passa a ser exibido pela NBC com alguns episódios censurados e reeditados, onde ficou até 1972, quando por problemas financeiros, o estúdio de Walter Lantz acabou sendo fechado, vendendo seus desenhos para uso da Universal, que em 1988 fez um novo “Woody Woodpecker Show”. No mesmo ano, também apareceu no filme “Uma Cilada para Roger Habbit” e num comercial da Pepsi em 1995.

Depois, ficou alguns anos sumido, quando para a felicidade dos fãs, reaparece em novos desenhos, produzidos entre 1999 e 2002 pela Universal e exibidos pela Fox Kids, totalmente reformulado (voltando ao visual de 1947) e até com alguns personagens mais antigos repaginados como a Meany Ranheta (agora Srta Meany, de cabelo ruivo e corte channel), o Leôncio e novos personagens, como o gavião Tweaky, o Doutor Lelé e o texugo com dentes enormes que sempre diz: "Oi, meu chapa!". E este Pica-Pau tem casa fixa (ainda que alugada e de propriedade da Srta Meany), é escocês e vizinho de Leôncio.

Segundo o site Imaginebirds, o Pica-Pau foi o primeiro desenho animado exibido na televisão brasileira. Estreou na extinta Tv Tupi um dia após a sua inauguração, em 1950. Naquela época os desenhos eram exibidos no áudio original, já que a dublagem em português só surgiu em 1957. A Tv Record foi a primeira emissora a exibir, nos anos 1960, o desenho dublado em português. Algum tempo depois fora do ar, reaparece no programa Domingo no Parque exibido pelo SBT no inicio dos anos 1980, e dentro da emissora permaneceu por mais de 20 anos, até que em 2002 passa a ser exibido na Tv Globinho (Tv Globo), permanecendo por pouco tempo até voltar para a Tv Record em 2006, 40 anos depois, onde está até hoje, geralmente exibido aos domingos e praticamente todas as temporadas.

As características bizarras e o temperamento psicótico dos primeiros anos de Pica-Pau já foram alvo de censura em algumas emissoras e países, já que em muitos desenhos Pica-Pau fazia da vida dos personagens um verdadeiro inferno, além de utilizar instrumentos como facas, revólveres, bombas, e cometer diversos atos até criminosos, que eram vistos como verdadeiro mau exemplo para o público infantil. Isso fez com que ele sofresse diversas alterações na sua característica física e temperamento ao longo dos anos, passando a ter um comportamento mais “certinho” e características mais adocicadas, como observamos em alguns desenhos da década de 70 (mais ou menos na fase onde ele tinha o cavalo Pé-de-Pano). Porém, sua irreverência e humor sempre garantiram o seu sucesso, sendo reverenciado até hoje por fãs de todas as idades há quase 70 anos.

E esse foi o Ponto Retrô. Em breve, mais novidades retrô no Ponto Três.


Danilo Moreira


PS: O assunto Pica-Pau não termina por aqui. Em breve, na sessão Curiosidades, mais informações sobre o desenho, como músicas, bordões, quem é Walter Lantz, os dubladores e muito mais!

Gostou do blog? Então, não o perca de vista! Assine o feed, adicione nos seus favoritos ou seja um seguidor. Obrigado pela sua visita no Ponto Três!


FONTES:
http://retrotv.uol.com.br/picapau/index2.html

http://www.infantv.com.br/picapau.htm

http://forum.outerspace.terra.com.br/showthread.php?t=201063

http://forum.imaginebirds.com/topic/1893-desenhopica-pau-globo-sbt-record/


FOTO:
http://4.bp.blogspot.com/_uWBnmoikLBs/ShmrJ6rxV3I/AAAAAAAAAf8/sZEyz0biE
7c/s400/Woody-woodpecker-title-card_1_.jpg (blog eduexplica)

quinta-feira, 25 de fevereiro de 2010

Sua Água...


Quero tomar da sua água até ficar somente as gotas, para que eu possa suprir a minha sede, encobrindo o meu corpo da sua marca.

Danilo Moreira

Gostou do blog? Então, não o perca de vista. Assine o feed, adicione nos seus favoritos ou seja um seguidor. Obrigado pela sua visita ao Ponto Três!

FOTO: http://1.bp.blogspot.com/_QFp2P6UH-OE/S0oZCJJYxsI/AAAAAAAADGE/y8oN1UjzNFE/s400/Labios.jpg



domingo, 21 de fevereiro de 2010

Antes e Depois - Ator de "O Pestinha"

O Ponto Três abre agora um novo espaço que a partir de hoje fará parte do menu do blog: o Antes e Depois.

A sessão Antes e Depois será um espaço dedicado para aqueles atores, cantores, bandas e outros profissionais que fizeram muito sucesso dentro do que produziram, porém, com o passar do tempo, ficaram esquecidos na mídia. Chega num dia ou outro que a gente, ao rever essas produções numa Sessão da Tarde, Vale a Pena Ver de Novo ou num clipe da vida, a gente se pergunta: "como será que esse povo está hoje?"

Pois bem. Aqui vai um grande espaço, para que você que quer saber um pouco mais da história de seu artista sumido, e principalmente, como ele está hoje e o que anda fazendo.

Hoje falaremos de um ator que fez sucesso no início dos anos 90, na pele de um garoto que deu muita dor de cabeça para quem estava à sua volta. Estou falando de Michael Oliver, ou melhor, o Júnior de "O Pestinha" (Problem Child).



Segundo o Wikipedia, Michael Oliverius nasceu em 10 de outubro de 1981 em Los Angeles (EUA). Aos dois anos, já trabalhava como modelo num catálogo de uma rede de lojas chamada Sears. Aos seis, já aparecia num comercial de uma empresa americana do ramo energético, de nome Chevron, que foi de onde um agente de Hollywood o convidou para atuar. Em 1990, o ator mirim estreava no filme que o lançou mundialmente, “O Pestinha”, que foi sucesso de público. Dirigido por Dennis Dugan (Dennis... filme de criança pentelha... irônico, não?), o filme contava a história de um garoto de sete anos adotado por Ben Healy (John Ritter), um yuppie, casado com a perua Flo (Amy Yasbeck) e filho de Big Ben (Jack Warden), um comerciante de materiais esportivos autoritário e arrogante. Quem não se lembra daquele cabelo vermelho, aquela cara toda cheia de sardas e aquele sorriso de “bom menino”. Junior de fato, apronta de tudo e mais um pouco nesse engraçado filme. Você poderá ver a sinopse completa clicando aqui. Após “O Pestinha”, também atuou nas comédias "Amen" e "The Munsters Today" e fez participações nos seriados "Drexell's Class" e em "Platypus Man".

Em 1991, veio "O Pestinha 2", que não alcançou o sucesso do primeiro filme e ainda foi alvo de muita criticas pois algumas travessuras eram consideradas verdadeiro mal exemplo para as crianças. Além disso, para terminar de ser filmado, a mãe de Oliver travou um processo na Justiça contra a Universal por alegar que o contrato pagava um valor baixo (80.000 dólares), pedindo um valor de 500.000 dólares. O processo acabou a favor da Universal, Oliver terminou de gravar o filme, recebeu 85.000 dólares e sua mãe teve que pagar uma multa de 250.000 dólares para a produtora.

Já em O Pestinha 3 (1995), Oliver foi substituído por Justin Chapman (que é muito parecido com ele, nos tempos do primeiro filme).

Oliver recebeu dois prêmios Young Artist Awards, nomeado como melhor ator mirim pela participação em "Drexell's Class" (1990-1991), e por ator mirim por O Pestinha 2 (1991-1992).

Seu último trabalho no cinema nos anos 1990 foi "Dillinger and Capone" (1995), e sua última aparição na mídia foi numa nova participação no seriado "Platypus Man", no mesmo ano. Após isso, pouco se sabe sobre o rumo de sua vida.

Sabe-se que atualmente ele está com 28 anos, trabalhando como promotor das turnês das bandas de rock The Samples e Nural. Seu visual mudou bastante. Na foto mais recente, aparece de cavanhaque, dando pouca alusão ao moleque travesso que encantou as telas de cinema.



E é isso aí! Em breve, mais uma sessão Antes e Depois!

Danilo Moreira

Gostou do blog? Então, não o perca de vista. Assine o feed, adicione nos seus favoritos ou seja um seguidor. Obrigado pela sua visita ao Ponto Três!


FONTES DO POST:

http://blig.ig.com.br/falei/tag/michael-oliver/
http://www.pipocablog.pop.com.br/categoria/por-onde-anda http://forum.darkside.com.br/vb/showthread.php?t=32075
http://en.wikipedia.org/wiki/Michael_Oliver_%28actor%29 (em inglês)
http://es.wikipedia.org/wiki/Michael_Oliver (em espanhol)
http://pt.wikipedia.org/wiki/Problem_Child

FOTOS:

http://3.bp.blogspot.com/_-bK1ldFiYk4/SNAspJ7AOiI/AAAAAAAAAEk/
o4M9riG_f8g/s400/michael+oliver+antes.jpg

http://1.bp.blogspot.com/_Q47EfKQNZmg/SM2_JFYR_DI/AAAAAAAAAAM/
bb6S7CH2B_0/s320/michael_oliver2.jpg

http://3.bp.blogspot.com/_eReOAMzhP0s/SlQQgn9mgzI/AAAAAAAAAPE/
VOu_mRubzog/s320/MichaelOliver2-0.jpg

segunda-feira, 15 de fevereiro de 2010

Ponto Três: 1 Ano!!!

Ponto Três e seu primeiro post,"Chegando", em 15-02-2009


O tempo passa depressa...

Hoje, dia 15 de fevereiro, o Ponto Três completa 1 ano de existência!

O Ponto Três simboliza uma nova fase na minha vida. Há cerca de 5 meses antes, em setembro de 2008, havia encerrado meu blog anterior "Em Linhas..." por motivos pessoais, entre eles uma desmotivação em postar.

Porém, não sai por completo da blogosfera. Continuava visitando amigos, conhecendo novos blogs, me encantando com coisas que via. E em janeiro de 2009, de férias do trabalho, ai é que passei a visitar mais ainda. E o curioso é que como sempre gostei de escrever, sempre encontrava coisas e escrevia coisas que sempre acabam me levando ao mesmo pensamento “porra, isso ia dar um novo post...”. No final do mês, já encabeçava a ideia de produzir um novo blog.

Surgido em fevereiro, o Ponto Três veio com uma proposta de ser um ponto de encontro. Encontro de idéias, de pensamentos, de comentários, de opiniões, de sentimentos, enfim, é como se fosse aquele ponto de encontro com as pessoas onde geralmente sempre se conversa sobre algum assunto interessante, como ocorre, por exemplo, em uma mesa de bar, um banco de praça, ou até mesmo um fórum de site.

Alguns textos seguiram a linha do meu antigo blog, como os textos do marcador Delírios (inspirados no Modernismo e na poesia concretista), os Contos e as Crônicas (este agora sob o marcador Ponto de Vista). Já outros elementos entraram e fizeram a cara deste blog, como os textos do marcador Curtas, que são geralmente pensamentos em poucas linhas, e os textos picantes do marcador À Flor da Pele. Post importantes retrataram e discutiram assuntos recentes como a morte de Michael Jackson, e um post sobre a religião islã ganhando cada vez mais adeptos na periferia das grandes cidades. Entre os contos, o Nove e Meia, primeiro conto que escrevi com personagens homossexuais, e Imoralidades, que discutia a moral e a hipocrisia através de uma cena bem inusitada, e talvez, chocante.

Sei que ele surgiu num ano onde comecei a minha faculdade, incialmente de Relações Públicas e atualmente Jornalismo, e todo mundo sabe quando se faz faculdade e se trabalha ao mesmo tempo quase não se consegue se dedicar com perfeição a outras coisas. Por isso, apesar do blog possuir até o momento 64 postagens, reconheço que deixei um pouco a desejar, e queria ter postado mais. Eu não me culpo tanto, porque de fato é difícil trabalhar, estudar e administrar um blog, e mesmo assim, não o faço por obrigação, e sim, por prazer.

Logo no começo o blog ganhou um pacote de selos do Wander do "Café com Noticias" e outro selo do Alex do "Brisas..." . Ganhou até agora 29 seguidores. Já foi citado e elogiado em alguns blogs de peso. E também já homenageou um grande amigo. Uma das homenagens mais importantes e emocionantes para mim foi quando postei o “Vany”, em homenagem a uma tia querida que havia falecido há um ano.

Hoje me sinto mais maduro para administrar um blog. Não sou mais fissurado por números e muitos comentários. Isso é conseqüência. Tem pessoas que apenas leram meu blog, não comentaram, mas pessoalmente vieram me parabenizar ou criticar por algum post. Consigo ser um pouco mais sutil no que escrevo, procuro aplicar muitas coisas que aprendo na faculdade ainda mais agora que mudei para Jornalismo.

E agora, neste aniversário de 1 ano, tenho muito a agradecer de coração a todas as visitas, os comentários (dentro e fora do blog), aos seguidores e parceiros, em especial o Marcelo, o Rodrigo, o Euzer, o Rod, entre tantos outros amigos, seja aqui da blogosfera, seja do mundo lá fora também.

E por fim, muito obrigado a todos por ajudar o Ponto Três a chegar até aqui.

Ainda tenho muito que aprender. E muito a mostrar também.

Por isso, até o próximo post, neste mesmo Ponto, e neste mesmo canal.

Fui!!!


Danilo Moreira


Gostou do blog? Então, não o perca de vista. Assine o feed, adicione nos seus favoritos ou seja um seguidor. Obrigado pela visita!

FOTO: blogblogs

quinta-feira, 11 de fevereiro de 2010

Cuidado com o vácuo!


Diante desse vácuo a consumir o meu pensamento,

Concluo que todos os nossos podres sentimentos de medo, rancores e frustrações, funcionam como agulhas e fios a preencherem essas lacunas vazias.

Mesmo que nós, falsos donos de nossa mente, berremos para não sermos costurados dessa forma.

O veneno, jorrado pelos furos, nos afeta até a alma.

Cuidado com o vácuo...



Danilo Moreira


Gostou do blog? Então, não o perca de vista. Assine o feed, adicione nos seus favoritos ou seja um seguidor. Obrigado pela visita!

FOTO: http://atakcorp.files.wordpress.com/2008/10/o_vazio.jpg



domingo, 7 de fevereiro de 2010

Saindo da Encruzilhada


É dificil quando, num determinado momento, nos vemos parados numa encruzilhada, tendo que decidir qual caminho irá seguir.

Em 2009, depois de seis anos sem estudar, finalmente havia conseguido entrar na faculdade, cursando Relações Públicas. Não tinha muita noção do que era, apenas havia colocado como ultima opção para não ser eliminado na nota de corte. O que eu queria mesmo fazer, na época, era Jornalismo, principalmente por gostar muito de escrever e pesquisar sobre vários assuntos, principalmente culturais.

Resolvi conhecer o curso, senti um pouco do preconceito vindo de quem é de fora e não conhece bem a área, aprendi que um RP é um gestor da comunicação. Fiz grandes amigos, tive aulas inesquecíveis especialmente com uma simpática e elegante professora chamada Denise, e cheguei ao fim do ano até que fascinado com a profissão que deveria seguir.

Mas, sempre senti algo inquieto dentro de mim. Não sei se porque eu esperava ser chamado para um curso, e acabei indo parar em outro. Tentei abraçar a profissão com toda a força que meus braços podiam, mas ao mesmo tempo, sentia que essa força era desnecessária, era como se o corpo não correspondesse.

Foi aí que, no final do ano passado, após ter passado por algumas situações relacionadas a pessoas do meu cotidiano, percebi que não tinha perfil para a profissão. E de repente, tinha me visto novamente numa encruzilhada, perdido, tentando decidir em qual caminho seguir, e principalmente, quais as conseqüências em deixar os outros.

O Jornalismo, que eu havia deixado de lado principalmente após a desobrigação do diploma, voltara a ocupar a minha cabeça.

Deixar Relações Públicas, uma das oito profissões mais promissoras do século XXI, de acordo com uma pesquisa feita em 2005 pelo instituto norte-americano Bureau Labor Statistics, segundo o site Revista Ensino Superior, para Jornalismo, um dos cursos mais procurados, e por isso, com um mercado saturado. Inevitavelmente, me veio o famoso dilema que assola os vestibulandos, e que eu nunca imaginei que voltaria a fazer parte dos meus pensamentos: vale mais fazer o que se gosta, ou o que lhe traz mais ganhos?

Segundo o site administradores.com.br, nem sempre fazer o que gosta já é o caminho direto para o sucesso. Pelo contrário. Segundo pesquisas feitas em empresas pela psicóloga organizacional e consultora do IDORT/SP, Rosana Bueno, a maioria dos que se declarava gostar do que faziam eram justamente aqueles que não subiam de cargo. Segundo ela, pessoas com talento geralmente executam o seu trabalho com menos esforço, e por isso, permanecem no mesmo cargo. Ou seja, fazer o que gosta somente não basta, é necessário esforçar-se para fazer buscar o seu melhor. Outro site, o acerteorumo.uol.com.br, afirma que “Não existe a profissão que dá dinheiro. Existem profissionais que ganham dinheiro porque investem e gostam do que fazem.”.

Foi passando o tempo, e o prazo para a troca de curso se esgotando. Foi então que na sexta-feira, dia 05, eu tomei a decisão que há dias estava consumindo a minha cabeça. Mudei para Jornalismo. Percebi que mesmo que ficasse em Relações Públicas, talvez poderia me frustrar no futuro, por justamente não me achar no perfil para o profissional. È aquela coisa, fazendo o que realmente gosta, com esforço, vai se longe.

É claro que isso vai mudar a minha vida. Felizmente nem tanto os meus horários, mas a minha cabeça e tudo que irei produzir no futuro, isso com certeza. Confesso que ainda estou um pouco apreensivo com essa decisão, aquele medo de quem acaba de entrar em um novo caminho, mas teme que esteja no lugar errado ou que pode voltar a mudar no futuro, mas essas respostas, só o tempo é quem irá me dizer.

Até lá, espero que seja muito proveitoso, mesmo que não seja nessa profissão, mas em tudo que eu vier a fazer daqui pra frente.

E agora estou aqui, prestes e voltar para a faculdade, num novo curso, com nova mentalidade, e mergulhando nesse universo, que na prática, desde que prestei o primeiro vestibular em 2005, foi o que eu realmente escolhi para mim...

E seja o que Deus quiser...

Danilo Moreira


E após cerca de um mês em recesso, o Ponto Três está de volta. Algumas novidades, em breve, estarão pintando por aqui. Aguarde...



Gostou do blog, então, não o perca de vista. Assine o feed, adicione nos seus favoritos ou seja um seguidor. Obrigado pela sua visita!

FOTO: http://www.aleac.ac.gov.br/aleac/edvaldomagalhaes/images/stories/caminhos.jpg
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...